Mala furtada: Minha péssima experiência com a Aerolíneas Argentinas





 A má escolha na hora de contratar uma companhia aérea pode resultar em dor de cabeça. Se tem uma coisa que eu me arrependo é de ter comprado a passagem aérea com a Aerolíneas Argentinas. Sabe aquela história de que o barato sai caro? Pois bem, foi o que aconteceu comigo. O voo não atrasou, mas assim que entrei no avião reparei na péssima conservação dele. Ele parecia antigo, não muito limpo e as poltronas eram desconfortáveis. Em um voo de mais de 12h conforto faz diferença, acredite em mim. Mas o pior foi o serviço de bordo. As comissárias eram extremamente mal encaradas e impacientes. Juro que me perguntei como uma companhia poderia ser tão ruim. Isso porque eu não sabia que o pior ainda estava por acontecer.

Após sofrer, por quase 20 horas, com o péssimo serviço de bordo tive uma infeliz surpresa. Minha mala havia sido extraviada. Fiquei um tempão que nem uma pateta esperando minha mala e nada dela aparecer. Fui ao guinche de informação e fui SUPER bem atendida por uma funcionária do aeroporto.  Ela explicou que a mala poderia ter ficado em Ezeiza/Argentina ou ido para Sydney/Austrália. Disse que ia averiguar e me daria retorno mais tarde.
Agora você realiza a frustração de chegar do outro lado do mundo, na sua primeira viagem internacional, e não tem uma roupa pra vestir. Essa é uma dica preciosa: LEVE COM VOCÊ TUDO QUE FOR ESSENCIAL, inclusive presentes. E sempre embale sua mala nos aeroportos. Para saber mais sobre isso clique aqui.


Horas depois me ligaram avisando que a mala tinha ficado em Ezeiza, ou seja, ela só poderia ser despachada no próximo voo, o que iria demorar. Recebi a mala dias depois e quando abri não acreditei. Ela estava praticamente vazia. Tinham furtado tudo que você possa imaginar: produtos de beleza, tênis, roupa íntima, havaianas. Fiquei desesperada, comecei a chorar loucamente e liguei para o seguro. Maaaaas, descobri que eles não cobriam furto, só pagariam se a mala tivesse desaparecido. Outra dica, preste atenção nas letras miúdas do contrato do seguro, muitas vezes pode ser furada.

Foi aí que comecei a correr atrás da Aerolíneas e exigi algum suporte. Fui ao escritório deles e recebi a informação de que deveria encaminhar uma lista dos pertences furtados por email. Eles demoraram muito para responder e quando responderam afirmaram que não podiam fazer nada, imaginem a minha revolta. Mas eu não tive saída, comprei tudo de novo e sofri com as calças e biquínis de modelagem incompatível com o corpinho da brasileira.
Só pude tomar uma atitude ao voltar pro Brasil. Abri e venci uma ação contra a empresa, após uns três anos.


Gostou do post e não quer perder os próximos? Siga nossa página no Facebook.
Obrigada pela visita e até o próximo post.
Beijos!


5 comentários:

  1. Meu Deus que horror! :O super valeu as informações, estou pensando em viajar para fora do país e é sempre útil informações desse tipo.
    Amei o blog, estou seguindo <3
    http://www.entresonhos.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou e achou útil. Fico hiper feliz quando elogiam nesse sentido.
      Já que é a função principal.
      Seu blog é uma fofura! Amei! Já estou te seguindo.
      Beijos!

      Excluir
  2. Meu deeus, acho que ficaria louca se isso acontecesse comigo!
    Mas e aí, fiquei curiosa pra saber, como anda o processo. É um absurdo isso cara :o

    ResponderExcluir
  3. Cássia, o processo só acabou esse ano, dois anos depois. Agora só falta eles depositarem o dinheiro. Tá naquele enrola, enrola de sempre. kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  4. Nossa que situação!! Nunca liguei de ler a politica de seguro de bagagem, vou ler agora já que vou viajar pra mais longe do que de costume!

    to adorando seus posta, estão sendo super úteis!

    bisou

    http://femmetoilet.blogspot.com

    ResponderExcluir