Pirenópolis: Uma relíquia de Góias

Igreja matriz de nossa senhora do rosário em Pirenópolis
  Eu não tinha grandes expectativas em relação a Pirenópolis, talvez por isso eu tenha me surpreendido tanto com a cidade. Depois de curtir a Chapada dos Veadeiros eu resolvi passar mais três dias em Pirenópolis. Mas, para isso, teria que fazer todo o caminho de volta a Brasília de busão. No final das contas decidimos ir e foi delicioso. Pirenópolis é uma cidade encantadora e ganhou o meu coração. Mas antes de mostrar um pouco da cidade vamos falar sobre como chegar até lá de ônibus.
 

Da chapada dos Veadeiros:

 

  Na época não existia nenhuma linha que fizesse o trajeto direto. Ou seja, se você estiver de ônius vai ter que voltar para Brasília e de lá pegar outro ônibus até Pirenópolis. Entendeu agora porque eu quase desisti de conhecer Piri? HAHAHAHA 
 
Tivemos que pegar um ônibus da Viação Real Expresso de Alto Paraíso de Góias até Brasília

Quando tiver um tempo vá na rodoviária de Alto Paraíso e se informe sobre os horários dos ônibus, lembro que tinham apenas duas saídas por dia.

 

Muito estilosa a lateral da rodoviária, não? Grafite lindo!
Lateral da Rodoviária de Alto Paraíso de Góias. Linda, não?
O ônibus não parte de Alto paraíso, então pergunte na bilheteria o nome da cidade que vai estar no ônibus. Com certeza não será Alto Paraíso – Brasília. Fique atento para não perder o ônibus ou pegar o errado.
 
Tempo de viagem: 3 horas.
Valor da passagem: R$46,38 + taxas.
Endereço: Rua Pouso Alto, 102, Alto Paraíso de Góias – GO.
 
Como chegar  partindo de Brasília?
Do terminal rodoviário de Brasília pegamos ônibus da Auto Viação Goianense que é diário e tem bastante opção de horário, umas quatro por dia. 
Existe outra empresa que faz o trajeto, a Santo Antônio de Transporte e Turismo, mas me informaram que essa empresa não deixa na rodoviária. Minha acomodação era bem próxima a rodoviária então optei pela Goianense. 
Tempo de viagem: 3 horas.
Valor da passagem: R$31,75.
 
Para retornar a Brasilia fizemos o mesmo. Pegamos o ônibus na rodoviária de Pirenópolis com sentido Brasilia.
Valor da passagem: R$28,24.
 

Pirenópolis

Agora que você já sabe chegar lá vamos falar da cidade. Pirenópolis é uma das cidades mais antigas do interior de Góias. Caminhando por ela você percebe que a mesma conserva muito da arquitetura colonial e cultura local. Não é a toa que ela foi tombada como conjunto arquitetônico, urbanístico, paisagístico e histórico pelo IPHAN- Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional.

 

Ponte clássica da cidade que cruza o rio das almas
Ponte clássica da cidade que cruza o rio das almas
Rua de pedra em Pirenópolis.
Rua de pedra em Pirenópolis.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Essa vibe “congelada no tempo” me fez adorar a cidade logo de cara. Achei uma delícia caminhar pelas ruas de pedra e admirar os antigos casarões.

Lojas e rua de Pirenópolis
Lojas e rua de Pirenópolis

Andando pela cidade você vai ver muitos Mascarados. Eles são uma manifestação folclórica que acontece durante as Cavalhadas, na Festa do Divido Espírito Santo. 

Mascarado - personagem da cultura regional de Pirenópolise
Mascarado – personagem da cultura regional de Pirenópolise

 

Por do sol na Cidade de Pirenópolis
Por do sol na Cidade de Pirenópolis

Igreja matriz de nossa senhora do rosário em Pirenópolis
Igreja matriz de nossa senhora do rosário em Pirenópolis
 

  Além de ser uma cidadezinha super fofa ela é rodeada de cachoeiras e verde.  Nem todas as 80 cachoeiras que são abertas ao público, mas mesmo assim existem muitas opções.

 

Onde me hospedei?

   Fiquei hospedada no Hostel Rua Direita da linha Hi Hostel. Achei a localização boa, próxima a rodoviária, supermercado e padaria. O que eu achei estranho era o hostel ficar trancado na maior parte do tempo. Se saísse você tinha que levar as chaves ou dormiria na rua. Na minha opinião, isso vai contra a ideia de hostel, lugares aconchegantes e sempre dispostos a receber. Mas, segundo a dona, isso era feito por questão de segurança. Fiquei até com um pouco de medo depois de ouvir isso.

 

hostel Rua Direita Pirenópolis
Hostel Rua Direita – Pirenópolis
vista da janela do quarto hostel rua direita pirinópolis
Vista da janela do quarto hostel rua direita pirinópolis
 
O hostel tem uma estrutura boa: cozinha, funcionários legais, limpo e quarto confortável. Mas teve uma situação bem nojenta. A cama superior, a que eu deitei, estava cheia com cocô de rato. Eu já tive hamster e o que estava na cama era idêntico a cocô de hamster. Fora isso, vinham uns barulhos estranhos do teto, pareciam morcegos. Enfim, troquei de cama e problema resolvido. 
A dona do hotel foi muito receptiva e deu dicas valiosas para conseguirmos fazer algo em pouco tempo. 
 
Valor (abril de 2017): R$ 40 reais a diária. Sem café da manhã.
Endereço: Rua direita 68, Pirenópolis – GO

*Reserve com antecedência, costuma lotar.

Como de costume vou postar todas as atividades que eu fiz em um post separado. Então fica ligado(a) que no próximo post eu vou mostrar todos os lugares que eu conheci na cidade.

Aproveite para ler as matérias sobre a Chapada dos Veadeiros.

 

Se as informações te ajudaram não deixa de curtir a nossa página no Facebook e compartilhar esse post com os amigos. Não custa nada e assim você ajuda o blog a se manter vivo. 🙂
Please follow and like us:

Deixe uma resposta